• Victor Natal

Juros (Muito) Simples

Atualizado: Jun 11

Calcular juros simples é, bem, simples! Mas essa não é a primeira pergunta que queremos responder quando o assunto é esse. Mais importante do que a fórmula, é entender o conceito! Então vamos, em primeiro lugar e sem chatice, entender o que é juros.


Existem diversas maneiras de entender juros, mas a que eu particularmente mais gosto é a ideia de aluguel. Vamos pegar outro exemplo pra deixar claro.


Imagine que você tem uma casa na praia e resolve alugar essa casa para um final de semana. O que isso significa? Significa que você permite que alguém use algo que é seu e, por isso, esse alguém te paga uma taxa.


Com juros é a mesma coisa, mas ao invés de estarmos alugando uma casa de praia, estamos alugando... dinheiro!


Imagine que você vai até um banco pegar um empréstimo. Ou seja, o banco te empresta algo que é dele e te cobra uma taxa de aluguel por ter te emprestado – exatamente como você fez com a casa de praia. A diferença é que em um caso o que está sendo alugado é uma casa e no outro é dinheiro. Se o banco te disser que a taxa de juros é de 5%, isso significa que o banco vai cobrar 5% do total de dinheiro emprestado a você. Juros é a taxa de aluguel do dinheiro!


Excelente! Agora que entendemos o conceito, vamos à aplicação!


As duas formas de cálculo de juros mais comuns são juros simples e juros compostos (se quiser saber mais sobre juros compostos, clique aqui). O sistema financeiro brasileiro é praticamente todo baseado em juros compostos, mas isso não tira a importância de entendermos os juros simples – mesmo porque o conceito ajuda a entender juros compostos mais tarde.


E como calculamos juros simples? Assim:


J = C * I * T


Traduzindo para o português:

  • J é o juros, em dinheiros (Reais, Dólares, Euros...) que vamos calcular

  • C é a quantidade de dinheiro sobre a qual teremos os juros (no caso do nosso empréstimos, é a quantidade de dinheiro que receberemos do banco)

  • I é a taxa de juros percentual

  • T é o tempo pelo qual o dinheiro ficará emprestado

  • Obs: o símbolo * representa a multiplicação.


Então vamos supor que quando você foi até o banco, você recebeu R$ 2.000,00, tendo que devolver o dinheiro em 2 anos. O banco te cobra juros simples de 5% por ano por esse aluguel de dinheiro. Quanto você pagará de juros no final?


J = C * I * T = 2.000,00 x 5% x 2 = 200,00


Ou seja, no final de 2 anos, você terá que devolver ao banco R$ 2.200,00: os R$ 2.000,00 iniciais mais os R$ 200,00 de juros.


E se alguém nos diz o quanto nos será cobrado em Reais e nós queremos saber qual é a taxa de juros simples que pagaremos? Simples, é a mesma fórmula reorganizada.


J = C * I * T → I = J/(C*T)


Então, por exemplo, se você chegasse no banco e te dissessem que te cobrariam juros simples de R$ 400,00 por você estar pegando R$ 2.000,00 por 2 anos, poderíamos calcular a taxa de juros assim:


I = J/( C * T) = 400,00/(2.000,00*2) = 0,10 ou seja, 10%

Espero que tenha ficado claro como calcular juros simples e, principalmente, o conceito por trás de juros! Lembre-se: juros é uma palavra bonita pra te dizer quanto custa o aluguel do dinheiro!


E fique de olho aqui no blog da BTM. E, se você gostou do conteúdo, compartilhe com seus amigos e amigas para que eles possam aprender também! ;)


E se você quiser aprender sobre o que o Excel é capaz de fazer, acesse nosso mini-curso gratuito "Aprenda 3 ferramentas essenciais do Excel", é só se inscrever e começar, sem burocracia.


Quer uma ajudinha para dar um up no seu currículo e impressionar seus recrutadores e colegas de trabalho? Conheça nossos cursos! Confere lá e vem ser #TeamBTM!

Um abraço!

#MercadoFinanceiro #Jurossimples #BTMCo #BeatTheMarketCo

  • BTM Co. - Youtube
  • BTM Co - Linkedin
  • BTM Co - Facebook

Beat the Market Co.

CNPJ: 27.542.195/0001-58

WhatsApp: (11) 97527-4754

TEM DÚVIDAS?

A GENTE TIRA!